logotipo /imagens/bandeiras/pt.gif   /imagens/bandeiras/it.gif
   
Slideshow Image 1 Slideshow Image 2 Slideshow Image 3 Slideshow Image 4 Slideshow Image 5 Slideshow Image 6 Slideshow Image 7 Slideshow Image 8
Beata Alexandrina
Mensagem
Mística
Orações
Alexandrina no mundo
Processo | Glorificação

Notícias

2014-10-16 — CELEBRAÇÃO DO 59º ANIVERSÁRIO DA MORTE DA BEATA ALEXANDRINA

/imagens/noticias/2014/rsz_img_0961.jpg
2014-10-16

Nos dias 12 e 13 de outubro, celebrou-se o 59º aniversário da morte da Beata Alexandrina Maria da Costa.

No dia 12 fez-se a habitual procissão de velas, que saiu da casa da Beata Alexandrina rumo à igreja, contando com a presença de centenas de fiéis. De seguida o Pe. Dário Pedroso, S.J. fez uma reflexão sobre a Fé Vivida, havendo de seguida a exposição e bênção do Santíssimo

No dia 13 peregrinaram ao Santuário de Balasar centenas de devotos para assistirem às celebrações que estavam programadas.

Da parte da manhã de segunda-feira celebrou-se a Eucaristia dos Doentes, presidida pelo Pe. Dário Pedroso, S.J., onde foi dada a benção aos mesmos. Da parte da tarde o Pe. Dário Pedroso, S.J. fez uma reflexão sobre “ Como Alexandrina viver a Fé na  Eucaristia.

 A Eucaristia da Festa, foi presidida pelo Bispo Auxiliar de Braga, D. Francisco Senra. Na sua homilia, D. Francisco salientou que: “Como ninguém, no século XX, Alexandrina experimentou o amor de Jesus, a sua paixão. Viveu isto, experimentou isto, com Cristo por todos os Homens. Ela fez a experiência do amor, do amor que liberta. (…) Ela amava com o amor com que era amada, por isso ela amava os homens, os pecadores e anunciava a palavra de Deus. (…) ela vivia desse amor e esse amor mostrou a força da vida, a beleza e o encanto da vida.”

O Pe. Manuel Neiva, no final da Eucaristia, referiu que: “Todos os dias temos aqui peregrinos, que merecem uma atenção especial. E quem é o causador desta influência? É Alexandrina”. Nas suas palavras, o Pe. Manuel Neiva salientou que há muitos Santuários belos em Portugal, com paisagens bonitas. “Aqui o que tem? Não tem monumentos, paisagens são rurais! Vêm por causa da Alexandrina! É uma particularidade, daqui, deste Santuário.”

Findada a Eucaristia, as pessoas presentes assistiram ao filme da Alexandrina “Serva de Deus”.

Sem dúvida que este dia, foi um dia recheado de alegria, de oração e reflexão para todos os que o passaram em Balasar. Apesar de ser um dia da semana, dia de trabalho, a afluência ao Santuário para celebrar o 59.º aniversário da Beata Alexandrina foi sem dúvida surpreendente.

2014-05-23 — Peregrinação dos Frágeis a 7 de junho

/imagens/noticias/2013/maiscoracaonessasmaos.jpg
2014-05-23

Como conclusão da Formação “mais Coração nessas Mãos” que está a ser realizada em Balasar, pelos responsáveis da Pastoral da Saúde da Arquidiocese de Braga, o Santuário de Alexandrina de Balasar organiza no próximo dia 7 de junho a Peregrinação dos Frágeis.

Programa:

         14h30 – Acolhimento na Igreja

         15h00 – Celebração da Eucaristia

         16h00 – Convívio no Salão Paroquial

Podem participar todas as pessoas que sintam fragilidades (física, espiritual, psíquica, emocional…)

Para uma melhor organização, os responsáveis pedem, e agradecem a quem deseja participar, o favor de comunicar através do tef: 252 951 601.

 

Eu sou a sentinela dos vossos sacrários” (03.10.1935).

Alexandrina compreendeu bem dentro de si a sua missão: ser sentinela do sacrário. O sacrário não é somente o espaço onde se guarda o Santíssimo Sacramento; é também a morada de Deus nas criaturas. E nenhuma criatura merece maior atenção do que o ser humano, particularmente aquele que atravessa a estação da vida frágil. Ser sentinela é estar atento àqueles que encarnam o sofrimento; transmitir-lhes proximidade e carinho.

2014-04-19 — SÁBADO SANTO

/imagens/noticias/2014/rsz_jesus_sepultado.jpg
2014-04-19

No Sábado Santo a Igreja convida-nos a contemplar o repouso de Jesus no túmulo, na expetativa da ressurreição. Este é o dia do grande silêncio.

O que mais chama a tenção é o aparente “vazio” de celebração. O silêncio dos cânticos, os altares desnudados, os sacrários abertos e vazios, a ausência de celebrações. Neste dia somos convidados a meditar na Paixão e morte do Senhor. A Igreja prepara a grande noite da ressurreição, com a grande Vigília Pascal.

 

Alexandrina (refere-se a Jesus)

«Ele a expirar, e um som harmonioso enchia o Céu e a Terra.» (S.A.; 1946) «Jesus expirou, e logo após a Sua morte, eu senti a alegria do Céu e de muitas almas. Houve luz, brilhou o Sol entre elas.»

 (S.A.; 1948)

 

Alexandrina (refere-se a Jesus)

«De repente, a minha alma vê-O, a ser descido da cruz, a cruz que estava dentro de mim. A santíssima Cabeça pendurada; um braço já estendido e a Mãezinha já sentada ao pé da cruz, de braços abertos para O receber. Mas ai, quanto isto me custou; estremeci; parecia-me sentir o corpo de Jesus sem vida, frio e gelado.»

 (S.A.; 1945)

 

Alexandrina

«Morreu Jesus; morreu Jesus; morreu Jesus! (Cantou mui suavemente assim:)

Esta a Virgem dolorosa; já perdeu o seu Jesus.

Já O depositaram em seus braços; já o desceram da cruz,

Está a Virgem dolorosa junto ao sepulcro chorando

Está a Virgem dolorosa junto ao sepulcro chorando

Nele habita o seu Jesus, nele habita o seu Jesus.

Nele habita o seu Jesus, está morto e triunfante.

Jesus, contemplo o Teu Sacrário, contemplo a Tua morada! Tu não morreste, Jesus! Reviveu mais, reviveu mais cada vez o Teu amor! Vem, vem a mim, ó Jesus! Por quem sois, não Vos separeis mais, ó Jesus!»

(Êxtases; 11/04/1941)

2014-04-17 — Viver e Celebrar o Tríduo Pascal

/imagens/noticias/2013/alex_imgconhecida.jpg
2014-04-17

O Tríduo Pascal é o ponto alto da Festa da Páscoa e do Ano Litúrgico. Somos convidados a viver em comunhão e união com Jesus, acompanhando-O no seu Mistério Pascal. O nosso Mistério Pascal.

A igreja teve sempre um cuidado especial na celebração dos três dias durante os quais Jesus sofreu, morreu e ressuscitou. Em união com toda a Igreja celebremos com muita alegria a festa da Páscoa.

 

Quinta Feira Santa

Na Quinta feira Santa celebramos.

A Ceia Pascal do Senhor

Dia da Eucaristia

Dia do Sacerdócio

Dia do Mandamento Novo

Dia do Lava-pés

Dia do Testamento de Jesus

 

 A Beata Alexandrina pode ajudar-nos a viver e celebrar o Mistério Pascal. Ela viveu todo o mistério da Páscoa. Viveu da Eucaristia. Viveu a Paixão de Jesus. Viveu a alegria da Ressurreição, a sua passagem (Páscoa) para o Céu.

 

Nesta quinta - feira santa meditemos nos seus textos:

 «Quando comunguei, estava de joelhos, apesar de pequenina, e fitei a Sagrada Hóstia que ia receber de tal maneira que me ficou tão gravada na alma, parecendo-me unir a Jesus para nunca mais me separar d’Ele. Parece que me prendeu o coração. A alegria que eu sentia era inexplicável. A todos dava a boa nova. A encarregada da minha educação levava-me a comungar diariamente.»

(Autobiografia)

 

«Não te alimentarás jamais na terra. O teu alimento é a minha carne; o teu sangue é o meu Sangue divino; a tua vida é a minha Vida.

De Mim a recebes, quando te bafejo e acalento, quando uno ao teu o meu Coração.

Não quero que uses medicamentos, a não ser aqueles a que não possas chamar de alimentação.

Esta ordem é para o teu médico”.

É grande o milagre da tua vida.»

(S.A.; 07/12/1946)

 

«Disse-me também Nosso Senhor que não lhe recusasse nenhuns sofrimentos, nem sacrifícios pelos pecadores; que estava prestes a cair a justiça de Deus sobre eles eternamente, e eu que ainda lhes podia acudir. Disse-me para eu pedir pelos sacerdotes, que eram cultivadores da Sua vinha e que deles dependia ser boa ou fraca a colheita. “O que por aí vai, minha filha! O que por aí vai!” Diz-me Nosso Senhor que não atribua nada disto a mim, porque não sou mais do que o pó, e o que tenho eu que me não fosse dado por Ele? Olhe, tenho ocasiões que me sinto tão abrasada no amor de Nosso Senhor, e outras ocasiões que parece que tudo me desaparece.»

(C.P.M.; 27/09/1934)

2014-04-14 — Papas João XXIII e João Paulo II canonizados a 27 de abril

/imagens/noticias/2014/rsz_1beatificacao.png
2014-04-14

A igreja alegra-se com a canonização dos grandes Papas João XXIII e João Paulo II. Entre outros grandes eventos, João XXIII foi o Papa que, com grande surpresa, convocou o Concílio Vaticano II. João Paulo II foi o Papa das Jornadas Mundiais da Juventude e da Família.

A data escolhida coincide com o segundo domingo do tempo pascal, da Divina Misericórdia, celebração instituída por João Paulo II e na véspera da qual o Papa polaco faleceu, em 2005.

João Paulo II foi proclamado beato por Bento XVI a 1 de maio de 2011, na Praça de São Pedro.

Karol Jozef Wojtyla, eleito Papa a 16 de outubro de 1978, nasceu em Wadowice (Polónia), a 18 de maio de 1920, e morreu no Vaticano, a 2 de abril de 2005.

A Igreja Católica celebra a memória litúrgica de João Paulo II a 22 de outubro, data que assinala o dia de início de pontificado de Karol Wojtyla, em 1978, pouco depois de ter sido eleito Papa.

Angelo Giuseppe Roncalli nasceu em 1881 na localidade de Sotto il Monte, Bérgamo, onde foi pároco, professor no Seminário, secretário do bispo e capelão do exército durante a I Guerra Mundial.

João XXIII iniciou a sua carreira diplomática como visitador apostólico na Bulgária, de 1925 a 1935; foi depois delegado apostólico na Grécia e Turquia, de 1935 a 1944, e Núncio Apostólico na França, de 1944 a 1953.

Em 1953, Angelo Roncalli foi nomeado patriarca de Veneza e no dia 28 de outubro de 1958 foi eleito Papa, sucedendo a Pio XII.

João XXIII foi declarado beato pelo Papa João Paulo II no dia 3 de setembro de 2000.

A canonização, ato reservado ao Papa, é a confirmação, por parte da Igreja, de que um fiel católico é digno de culto público universal (no caso dos beatos, o culto é diocesano) e de ser dado aos fiéis como intercessor e modelo de santidade.

Fonte de informação: Ecclesia

 

 

João Paulo II e a Beata Alexandrina

Foi o Papa João Paulo II que presidiu à cerimónia da Beatificação da nossa querida Alexandrina no dia 25 de abril de 2004. Transcrevemos as palavras que o Santo Padre proferiu na homilia acerca da Alexandrina.

«”Tu amas-Me?” - pergunta Jesus a Simão Pedro. Este responde: “Tu sabes tudo, Senhor, bem sabes que Te amo."». A vida da Beata Alexandrina Maria da Costa pode resumir-se nesse diálogo de amor. Investida e abrasada por estas ânsias de amor, não quer negar nada ao seu Salvador: de vontade forte, tudo aceita para mostrar que O ama. Esposa de sangue, revive misticamente a paixão de Cristo e oferece-se como vítima pelos pecadores, recebendo a força da Eucaristia que se toma o único alimento dos seus últimos treze anos de vida. Pela esteira da Beata Alexandrina, expressa na trilogia ‘sofrer, amar, reparar', os cristãos podem encontrar estímulo e motivação para nobilitar tudo o que a vida tenha de doloroso e triste com a prova maior de amor: sacrificar a vida por quem se ama.

 

 

2014-04-02 — Balasar realizou jornadas Jovens. Participaram mais de 700 crianças e jovens.

/imagens/noticias/2014/jornadasjo.jpg
2014-04-02

“Fé celebrada” é o tema deste ano pastoral na Arquidiocese de Braga. Os responsáveis do Santuário da Beata Alexandrina, em Balasar, planearam algumas atividades apresentando como exemplo a Beata Alexandrina na vivência e celebração da fé.

No dia 25 de abril vamos celebrar o 10º aniversário da Beatificação de Alexandrina. Todo o programa foi elaborado tendo como base os “eixos” apontados pelo programa pastoral da nossa Arquidiocese. Além das celebrações litúrgicas para celebrar a fé, haverá tempos de catequeses acerca dos referidos “eixos”: Ano Litúrgico; os Ministérios; a Oração; o Domingo e os Sacramentos. Este projeto de catequese e formação é dedicado de um modo particular aos adultos.

Apresentando Alexandrina como modelo de vida cristã, foram organizadas jornadas para as crianças, adolescentes e jovens durante o mês de março, com a presença de mais de 700 participantes, desde crianças, adolescentes e jovens.

O dia oito foi dedicado às crianças, e o dia quinze dedicado aos adolescentes. Durante a tarde, depois de um pequeno acolhimento, foi apresentada uma catequese, em powerpoint, acerca da vida, missão e mensagem da Beata Alexandrina, sendo realçado a vida humana e prática religiosa na infância e adolescência. Em seguida as crianças e adolescentes tiveram visitas guiadas aos locais referentes à vida da Beata Alexandrina, terminando a jornada com uma pequena Adoração Eucarística. Participaram trezentas crianças e duzentos e vinte adolescentes, não só de Balasar mas também de outras paróquias do arciprestado de Vila do Conde/Póvoa de Varzim.

Nos dias 28 e 29 teve lugar a jornada para os jovens com o seguinte programa:

No dia 28, às 21h00, acolhimento no lugar de Fontainhas, seguindo-se uma caminhada em direção à igreja celebrando a Via Sacra. Na igreja, os jovens de Balasar apresentaram uma encenação acerca da vida da Beata Alexandrina. Depois foi apresentado o filme “Alexandrina Serva de Deus”, seguido de um pequeno esclarecimento e diálogo. O dia terminou com a oração do Terço rezado durante percurso para os locais de descanso noturno.

Depois da alvorada, o dia 29 iniciou-se com a oração da manhã e uma catequese sobre a vida, missão e mensagem da Beata Alexandrina, seguindo-se trabalhos de grupos. A manhã terminou com uma Adoração Eucarística, na igreja, e visita guiada aos locais referentes à Beata Alexandrina. Depois do almoço, teve lugar um tempo de convívio, seguindo-se uma reflexão e trabalhos de grupos tendo como tema a “Precisamos de Santos”. A jornada terminou com a Eucaristia e Envio. Os jovens foram desafiados a testemunhar o rosto jovem da Igreja, e a aceitarem o desafio: todos somos chamados à Sanidade. A Santidade não é um privilégio de alguns escolhidos por Deus, mas um dever de todo o cristão.

Nesta celebração lembrámos o 110º aniversário natalício da Beata Alexandrina, dia 30 de março, e o 10º aniversário da sua Beatificação, dia 25 de abril. Participaram nesta jornada cerca de duas centenas de jovens, não só de Balasar mas também de algumas paróquias do arciprestado de Vila do Conde/Póvoa de Varzim. Todos os jovens manifestaram a sua alegria em ter participado nesta jornada.

As jornadas para crianças, adolescentes e jovens foi uma bela experiência que muito contribuiu para dar a conhecer a Beata Alexandrina e, como Alexandrina, viver e celebrar a Fé.

2014-02-13 — ESTATÍSTICA ANUAL DE 2013

/imagens/menus/servicos/estatistica/rsz_estadois.png
2014-02-13

Proveniência dos Grupos

Em 2013, Balasar recebeu 391 grupos (mais 75 grupos do que em 2012)

De Portugal, vieram 366 grupos, que correspondem a 94% das visitas de grupos. Do estrangeiro vieram 25 grupos, que correspondem a 6% das visitas de grupos (Filipinas, Itália, Brasil, Espanha, Coreia do Sul, Croácia, Irlanda, Ilha da Reunião, E.U.A, França, Alemanha, Canadá, América Latina).

 

Balasar recebeu grupos de 17 dioceses portuguesas, sendo que o total de dioceses são 20. A grande maioria dos grupos vêm das dioceses do Porto (128 grupos – 35%), Braga (98 grupos – 27%) e Aveiro (38 grupos – 10%). Mantém-se a tendência de 2012

 

 

Época da visita

A maioria dos grupos visitaram Balasar nos meses de verão com destaque para os meses de setembro (79 grupos - 20%), maio (60 grupos – 15%) agosto (51 grupos – 13%). Verificam-se alterações do afluxo específico de cada mês, em comparação com anos anteriores.

 

A grande maioria dos grupos visitam Balasar ao fim-de-semana. Ao domingo vieram 207 grupos (60%) e aos sábados 60 grupos (15%).

A média de pessoas por cada grupo é de 49.

 

 

Deslocação

A grande maioria dos grupos deslocam-se em autocarros. Muitas das peregrinações de grupos são feitas a pé. Muitos peregrinos utilizam o seu próprio meio de transporte.

 

 

Nota: O levantamento estatístico é mais rigoroso a partir do mês de maio até ao mês de outubro, devido à presença da Equipa de Acolhimento.

Estes dados referem-se aos grupos que são registados pela Equipa de Acolhimento ou na receção da Igreja. Uma grande multidão vem a Balasar em família, individual ou em grupo, e não são registados.

 

Para informações mais pormenorizadas aceda em Santuário Alexandrina de Balasar

2014-01-13 — ENTREGUES AS PROPOSTAS DO CONCURSO DE IDEIAS PARA O NOVO SANTUÁRIO E OUTROS EQUIPAMENTOS

/imagens/noticias/2014/casaba.jpg
2014-01-13

Foram entregues, em dezembro, 10 propostas, por parte dos Gabinetes de Arquitetura, que concorreram no concurso de ideias para a projeção do Novo Santuário Eucarístico de Balasar em honra da Beata Alexandrina e outras estruturas necessárias para a Causa da Beata Alexandrina e para a Paróquia de Balasar.

 

As propostas que foram entregues serão estudadas e avaliadas por um júri composto por representantes da Diocese, Paróquia, Fundação, Câmara Municipal e Junta de Freguesia, que tomarão uma decisão até ao próximo mês de fevereiro.

 

A Fundação Alexandrina de Balasar ficará responsável pela construção do Santuário; Centro de Espiritualidade e Centro de Acolhimento ao Peregrino; Centro de Estudos e Memorial da Causa da Beata Alexandrina.

 

A Paróquia é responsável pelo Centro Pastoral Paroquial com as seguintes valências: Pequeno Centro de Acolhimento ao Peregrino; Capela Mortuária; Centro de Formação Cristã e apoio aos movimentos e grupos paroquiais.

 

O Centro Social ficará sob a responsabilidade da Paróquia e da Fundação.

As restantes infra-estruturas, requalificação de espaços e logística, ficarão sob a responsabilidade das autarquias e Fundação.

 

É sem dúvida um desafio para a Paróquia e Fundação todos os equipamentos pastorais projetados, mas um grande passo de fé e esperança para todos os paroquianos e peregrinos.

 

Destaques
/imagens/destaques/rsz_anopastoral2016_17.jpg
Agenda
18 de janeiro 2014
Festival de janeiras
05 de janeiro 2015
Epifania do Senhor
7 de janeiro 2018
Epifania do Senhor
12 fevereiro 2017
Celebração do Dia do Doente - Balasar
8 março 2014
Dia da Criança
30 maio 2013
Eucaristia, Adoração e Pregação | 21h00 - 24h00 | Pe. Dário Pedroso
8/9 junho 2013
Sagrado Lausperene
Novo horário das Eucaristias
Celebrações Eucaristicas
Localização

Ver mapa maior
ContactosMoradaHorários

Tel. Igreja: (00351) 252 951 601

Tel. Fundação: (00351) 252 951 264 

Tlm Fundação: (000351) 963 649 183

E-mail: fundacao@alexandrinadebalasar.com

Rua Alexandrina Maria da Costa, 21

4570-017 Balasar PVZ

GPS     41º 24' 17'' N    8º 37' 31'' W

Receção da Igreja:

segunda feira a sábado

09h00-12h30 e 14h00-18h00

domingo

09h00 às 12h45 e 14h30 às 18h00 

                                      

Casa da Alexandrina:

Inverno

09h00-12h00 e 14h00-18h00

Verão

Semana - 09h00 às 12h00 e 14h00 às 19h00

Domingo e Dia Santo - 08h00 às 19h00